Central de Atendimento: 0800.772.6995

Programa de Incentivo à Redução Voluntária do Consumo de Energia Elétrica

Programa de Incentivo à Redução Voluntária do Consumo de Energia Elétrica

Lançado pelo Governo Federal, o programa vai conceder desconto na fatura de janeiro de 2022. Entenda como vai funcionar.

O Governo Federal lançou o “Programa de Incentivo à Redução Voluntária do Consumo de Energia Elétrica”, que irá funcionar de setembro a dezembro de 2021. Este programa irá conceder um desconto na fatura de energia e irá funcionar da seguinte forma: quem conseguir reduzir entre 10% e 20% o consumo de energia elétrica até dia 31 de dezembro de 2021 vai ganhar um crédito na conta de energia de janeiro de 2022. O desconto pode chegar a até R$ 50 para cada 100 kWh economizado.
Será feita a comparação com base no somatório do consumo ao longo dos quatro meses, com a soma das faturas de igual período de 2020. Caso houver uma redução no consumo de, no mínimo, 10%, o Governo vai dar um bônus – que está sendo chamado de “cashback” de energia – na fatura de janeiro de 2022. Todavia, existe um limite de bonificação, que vai até 20%. Portanto, quem economizar menos que 10% não receberá bônus, e quem economizar mais que 20% não receberá prêmio adicional.
O Programa é uma ideia do Governo Federal para conseguir uma economia média de 15% do consumo, e uma tentativa de reduzir a demanda por energia elétrica neste momento de crise hídrica e assim evitar o racionamento de energia.

Quem poderá participar?

Todos os consumidores do grupo A e B (seja residencial, industrial, comércio, serviços ou rural). Consumidores do grupo A (média tensão) do poder público, iluminação pública e consumo próprio estão fora da medida. Quem tem sistema de geração distribuída, como painéis solares, não receberá o benefício.

Como o consumidor poderá saber o quanto está economizando?

Nas contas de luz da CEMIRIM existe o histórico de consumo do cliente. O cliente poderá acompanhar seu histórico até dezembro.

Quem não economizar será punido?

Não. Mas se o consumo de energia não diminuir, a conta fica mais cara para todos. O Governo criou a nova bandeira tarifária chamada “Escassez Hídrica”, (que é quase 50% mais cara que a Vermelha Patamar 2), e que está acionada à partir de setembro. Porém, com o Programa de Incentivo à Redução Voluntária, quem gastar menos energia, além de economizar pela própria redução do consumo, poderá ganhar a bonificação em janeiro de 2022.

A ANEEL criou uma página sobre as principais dúvidas relacionadas ao programa. Confira clicando aqui.



Veja também:

Governo anuncia bandeira tarifária Escassez Hídrica
Como economizar energia?
Dúvidas frequentes dos consumidores
Comparando lâmpadas
Simulador de consumo